donuts-hole-w

Ujo Noguchi fez uma poesia famosa chamada “bolha de sabão”:

A bola de sabão voou/ Voou até o telhado/ Voou até o telhado/ estourou e desapareceu

Parece uma poesia boba, até se saber o contexto dela. Acontece que o filho de Noguchi morreu ainda muito pequeno. Para um pai não deve haver tristeza maior. Isso leva naturalmente a se perguntar para onde essa criança foi. E a resposta que Noguchi encontrou foi: para nenhum lugar. A criança só se reintegrou à Vida, como aconteceu com o ar dentro bolha de sabão se reintegrando ao grande ar a sua volta.

Um haiku do Hyakkien que me marcou há muito tempo atrás diz assim:

Na raiz de lótus/ os buracos/ são saborosos

Esse foi talvez o meu primeiro contato com a importância do vazio. Nessa sociedade materialista em que vivemos, essas poesias são um tipo de colírio que me faz lembrar do quanto a nossa percepção é limitada se consideramos só a parte material das coisas. O que seria das rosquinhas sem o buraco nelas?

O quanto a gente olha, mas não vê? Num dia milhares de coisas passam pelos nossos olhos, mas o que realmente fica gravado? Ou é compreendido? Clientes que querem um poster, mas não tem formação visual, geralmente pedem para colocar algo na parte “vazia” da arte. O resultado é uma coisa sufocante e espremida. Como um trem ou ônibus lotado em que falta ar puro.

Olhar as coisas e o seu entorno, o seu conteúdo, não se deixar enganar pela aparência material, buscar a sua essência, são coisas que quero sempre fazer. Principalmente com pessoas, pois quando acho algo em comum, mesmo que lá no fundo, isso nos une.

Mineiro de Belo Horizonte. Aos 14 anos fica sensibilizado com o mangá e decide se tornar mangaká. Estuda japonês e quadrinhos intensamente e faz mestrado na Tokyo Zokei University. Após se formar começa a trabalhar numa empresa japonesa de TI, e continua a desenhar mangás. Atualmente produz a série “My Zen Diary” na revista President Next entre outras, como um mangaká apaixonado pelo Zen.

Descobrindo a importância do vazio no buraco da rosquinha

2 thoughts on “Descobrindo a importância do vazio no buraco da rosquinha

  • 8/10/2016 at 08:44
    Permalink

    Me lembrei de um comentário do ator e artista marcial Bruce Lee, que dizia que o vazio é o que está no meio das coisas. Eu acho que fazendo uma espécie de ligação

    Reply
    • 8/10/2016 at 23:49
      Permalink

      O Bruce Lee tem pensamentos muito legais sobre o vazio, obrigado por lembrar dele!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Pin It on Pinterest

X